Home/Vacinas/Vacina Hexavalente

Vacina Hexavalente

Agendar agora Ver preços

O que previne

Vacina sêxtupla acelular (também chamada “hexa”) — inclui a tríplice bacteriana acelular (DTPa), a poliomielite inativada (VIP), a hepatite B (HB) e a Haemophilus influenzae tipo b (HIb): DTPa-VIP-HB/HIb.

A Vacina Hexavalente é uma vacina combinada que protege contra 6 doenças potencialmente graves: difteria, tétano, coqueluche, poliomielite, hepatite B e Haemophilus influenzae tipo b.

A Haemophilus influenzae tipo b é uma bactéria causadora da meningite e outras infecções infeções como pneumonia, artrite séptica e epiglotite.

Agendar

Trata-se de vacinas inativadas, portanto, não têm como causar doença.

Além dos componentes da vacina tríplice bacteriana acelular (DTPa), contém componente da bactéria Haemophilus influenzae tipo b conjugado, vírus inativados (mortos) da poliomielite tipos 1, 2 e 3 e componente da superfície do vírus da hepatite B. A composição inclui ainda: lactose, cloreto de sódio, 2-fenoxietanol, hidróxido de alumínio e água para injeção. Pode conter traços de antibiótico (estreptomicina, neomicina e polimixina B), formaldeído e soroalbumina de origem bovina.

  • Os eventos adversos e a frequência com que ocorrem são semelhantes nas duas vacinas e devem-se principalmente ao componente pertussis. Estudo comparativo mostrou que as reações a estas vacinas foram significativamente menores quando comparadas com a vacina combinada contra pertussis de células inteiras (DTPw).
  • Até 21% das crianças vacinadas experimentam reações no local da aplicação (vermelhidão, dor, inchaço); até 22% podem ter febre maior que 38ºC; e 1,9% pode ter febre a partir de 40ºC. Um por cento pode manifestar perda de apetite, vômito, irritabilidade, choro persistente e sonolência. De 0,01% a 1% pode apresentar convulsão febril e episódio hipotônico-hiporresponsivo (EHH); menos de 0,01%, problemas neurológicos (inflamação no cérebro, alterações de movimento), inchaço transitório nas pernas com roxidão ou pequenos sangramentos transitórios, e anafilaxia. Os eventos adversos são um pouco mais frequentes nas doses de reforço.

Intramuscular.

Quem precisa vacinar?

(fonte: Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM). Em: Vacinas Combinadas DTPa. Acesso em: 14 de Setembro de 2018.)

Crianças até 7 anos de idade

Devem ser aplicadas três doses, sendo o esquema vacinal recomendado aos 2, 4 e 6 meses de idade com intervalo de 2 meses entre elas e um reforço aos 15 meses.

Nossos fornecedores de vacinas

Logo de fornecedor 1
 logo de fornecedor 2
Logo de fornecedor 3
Logo de fornecedor 4

Parceiros

Logo Lamina
 logo Lavoisier
Logo Delboni Auriemo

Baixe nosso app

Imagem do celular android com app Beep Saúde

No celular Android

Imagem do celular iphone com app Beep Saúde

No celular iPhone