Calendários de vacinação

Infantil

0 a 10 anos

Calendário de vacinação infantil

(fonte: Sociedade Brasileira de Imunizações. Em: Calendários de Vacinação. Acesso em: 20 de Setembro 2018.)

VACINAS Do nascimento aos 2 anos de idade Dos 2 anos até aos 10 anos de idade
BCG Dose única ao nascer -
Hepatite B 1ª dose: Ao nascer
2ª dose: 2 meses
3ª dose: 6 meses
-
Tríplice Bacteriana (DTPa) 1ª dose: 2 meses
2ª dose: 4 meses
3ª dose: 6 meses
Reforço: 15º-18º mês
Reforço: 4 anos
Reforço: 10 anos
Haemophilus influenzae b 1ª dose: 2 meses
2ª dose: 4 meses
3ª dose: 6 meses
Reforço: 15º-18º mês
-
Poliomielite inativada (VIP) 1ª dose: 2 meses
2ª dose: 4 meses
3ª dose: 6 meses
Reforço: 15º-18º mês
Reforço: 4 aos 5 anos
Rotavírus 2º ao 8º mês : Duas ou três doses, de acordo com o fabricante -
Pneumocócica conjugada 1ª dose: 2 meses
2ª dose: 4 meses
3ª dose: 6 meses
Reforço: 12º-15º mês
-
Meningocócica conjugada ACWY 1ª dose: 3 meses
2ª dose: 5 meses
3ª dose: 7 meses
Reforço: 12º-15º mês
Reforço: 5 aos 6 anos de idade
Obs.: duas ou três doses, dependendo do fabricante.
Meningocócica B 1ª dose: 3 meses
2ª dose: 5 meses
3ª dose: 7 meses
Reforço: 12º-15º mês
-
Influenza (Gripe) A partir dos 6 meses: Dose anual. Duas doses na primovacinação antes dos 9 anos de idade. -
Febre Amarela Dose única: 9 meses -
Hepatite A 1ª dose: 12 meses
2ª dose: 18 meses
-
Tríplice Viral 1ª dose: 12 meses
2ª dose: 15-24 meses
-
Varicela (Catapora) 1ª dose: 12 meses 2ª dose: 15-24 meses
HPV Quadrivalente: a partir de 9 anos para meninas e meninos
Bivalente: a partir de 9 anos para meninas.
Sempre que possível realizar a vacinação anti-HPV antes de iniciada a vida sexual.
Contraindicada em gestantes.

Adolescente

11 a 19 anos

VACINAS Esquemas Comentários
Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) Considerado protegido o adolescente que tenha recebido duas doses acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. Contraindicada para gestantes e imunodeprimidos.
Hepatite A, B ou A+B Hepatite A: duas doses, no esquema 0-6 meses.
Hepatite B: três doses, esquema 0-1-6 meses.
Hepatite A e B: +16 anos: duas doses aos 0-6 meses. A partir de 16 anos: três doses aos 0-1-6 meses.
Adolescentes não vacinados na infância devem ser vacinados o mais precocemente possível.
HPV Para meninas e meninos menores de 15 anos em duas doses, no esquema 0-6 meses. Para adolescentes a partir de 15 anos, não vacinados, são três doses no esquema 0-1 a 2-6 meses. Quadrivalente: de 9 a 45 anos para meninas e mulheres e de 9 a 26 anos para meninos e homens;
Bivalente: a partir de 9 anos para meninas e mulheres.
Homens e mulheres fora da faixa etária também podem se vacinar, ficando a critério médico nesses casos.
dTpa - Tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche) Esquema de vacinação completo: reforço a cada dez anos
Esquema de vacinação incompleto: uma dose de dTpa a qualquer momento e completar o esquema com uma ou duas doses de dT totalizando três doses contendo o componente tetânico.
A disponibilidade da vacina dTpa formulada para uso em adolescente e adultos, oferece além da proteção individual, a redução da transmissão da coqueluche para grupos com alto risco de complicações, como os lactentes.
Varicela (catapora) A partir de 13 anos: duas doses, com intervalo de um a dois meses. Contraindicada para imunodeprimidos e gestantes.
Influenza (gripe) Dose única anual. De acordo com a sazonalidade da circulação do vírus.
Meningocócica conjugada ACWY Não vacinados na infância: duas doses com intervalo de cinco anos
Vacinados na infância: reforço cinco anos após a última dose na infância.
Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela meningocócica C conjugada.
Meningocócica B Duas doses com intervalo de dois meses. Ainda não foi estabelecida a necessidade de dose(s) de reforço.
Febre amarela Uma dose para residentes ou viajantes para áreas endêmicas. Pode também ser recomendada para atender exigências sanitárias de determinadas viagens internacionais. Contraindicado para gestantes, mulheres em amamentação (bebês menores de 6 meses) e imunodeprimidos.
Vacinar pelo menos 10 dias antes da viagem.
Dengue Três doses com intervalo de seis meses (0-6-12 meses). Contraindicada para gestantes, mulheres em período de amamentação e imunodeprimidos.
Licenciada entre 9 e 45 anos.
contraindicação: Soronegatividade (A vacina Dengvaxia não deve ser administrada em indivíduos que não tenham sido previamente infectados pelo vírus da dengue)

Adulto

VACINAS Esquemas Comentários
Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) Considerado protegido o adulto que tenha recebido duas doses acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. Contraindicada para gestantes e imunodeprimidos.
Hepatite A, B ou A+B Hepatite A: duas doses, no esquema 0-6 meses.
Hepatite B: três doses, esquema 0-1-6 meses.
Hepatite A e B: três doses esquema 0-1-6 meses.
Sempre preferir a vacinação combinada à isolada contra as hepatites A e B. Esquemas especiais contra a Hepatite B:
a) imunodeprimidos e renais crônicos: dose dobrada (2ml) em quatro aplicações (0-1-2-7)
b) imunocompetentes com alto risco de exposição: dose normal em quatro aplicações (0-1-2-7).
HPV Três doses: 0-1 a 2-6 meses.
Quadrivalente: de 9 a 45 anos para meninas e mulheres e de 9 a 26 anos para meninos e homens;
Bivalente: a partir de 9 anos para meninas e mulheres.
Indivíduos mesmo que previamente infectados podem se beneficiar com a vacinação.
Homens e mulheres fora da faixa etária também podem se vacinar, ficando a critério médico nesses casos.
Contraindicada em gestantes.
dTpa - Tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche) Esquema de vacinação completo: reforço a cada dez anos
Esquema de vacinação incompleto: uma dose de dTpa a qualquer momento e completar o esquema com uma ou duas doses de dT totalizando três doses contendo o componente tetânico (0-2-6).
O uso da vacina dTpa é espacialmente indicada para adultos que convivem com lactentes menores de 1 ano, por serem os principais transmissores da coqueluche para esse grupo.
A dTpa + IPV pode substituir a dTpa, inclusive é recomendada para indivíduos que pretendem viajar para países nos quais a pólio é endêmica.
Varicela (catapora) Para suscetíveis: duas doses com intervalo de dois meses. Contraindicada para imunodeprimidos e gestantes.
Influenza (gripe) Dose única anual. De acordo com a sazonalidade da circulação do vírus.
Meningocócica conjugada ACWY Uma dose. A indicação da vacina, assim como a necessidade de reforços, dependerão da situação epidemiológica. Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela meningocócica C conjugada.
Meningocócica B Duas doses com intervalo de dois meses. Ainda não foi estabelecida a necessidade de dose(s) de reforço.
Febre amarela Uma dose para residentes ou viajantes para áreas endêmicas. Pode também ser recomendada para atender exigências sanitárias de determinadas viagens internacionais. Contraindicado para gestantes, mulheres em amamentação (bebês menores de 6 meses) e imunodeprimidos.
Vacinar pelo menos 10 dias antes da viagem.
Dengue Três doses com intervalo de seis meses (0-6-12 meses). Licenciada entre 9 e 45 anos. Contraindicada para gestantes, mulheres em período de amamentação e imunodeprimidos.
Licenciada entre 9 e 45 anos.
contraindicação: Soronegatividade (A vacina Dengvaxia não deve ser administrada em indivíduos que não tenham sido previamente infectados pelo vírus da dengue)
Herpes Zóster Dose única a partir dos 50 anos. Indicado mesmo para indivíduos que já desenvolveram a doença. Aguardar 1 ano entre o quadro agudo e vacinação.
Pneumocócicas Dose única de VPC 13 licenciada de 18 a 49 anos. Em alguns casos é indicado completar o esquema com VPP 23.

Idoso

VACINAS Esquemas Comentários
Influenza (gripe) Dose única anual Os maiores de 60 anos fazem parte do grupo de risco e devem se vacinar.
Pneumocócicas VPC13 e VPP23 Iniciar com uma dose da VPC13 seguida de uma dose de VPP23 6 a 12 meses depois, e uma segunda dose de VPP23 após 5 anos da primeira. Para quem já recebeu uma dose de VPP23 é recomendada a aplicação de uma dose da VPC13 após 1 ano. E a segunda dose da VPP23 5 anos após a primeira.
Para quem já recebeu duas doses de VPP23 recomenda-se uma dose de VPC13 após 1 ano da última VPP23
Tríplice bacteriana acelular reforço adulto – DTPa ou DTPa + VIP Atualizar dTpa independente de intervalo prévio com dT.
Com esquema básico completo: reforço com dTpa a cada 10 anos.
Com esquema básico incompleto: uma dose de dTpa e completar esquema de 3 doses com a vacina dT.
Considerar antecipar reforço com dTpa para 5 anos após última dose para idosos contactantes de lactentes.
dTpa+VIP pode substituir dTpa se necessário
Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) Considerado protegido o idoso que tenha recebido duas doses da vacina com intervalo mínimo de um mês entre elas, ou que tenha seguramente desenvolvido as doenças. Para esse grupo é incomum encontrar indivíduos suscetíveis, porém pode ser indicada em algumas situações a critério médico.
Contraindicada para imunodeprimidos.
Hepatites A, B ou A + B Hepatite A: duas doses, no esquema 0-6 meses.
Hepatite B: três doses, esquema 0-1-6 meses.
Hepatite A e B: três doses aos 0-1-6 meses.
Em contactantes de doentes com hepatite A, ou durante surto da doença a vacinação é recomendada.
A vacina combinada A+B é uma opção e pode substituir a isolada quando houver indicação.
Febre amarela Uma dose para residentes ou viajantes para áreas endêmicas. Pode também ser recomendada para atender exigências sanitárias de determinadas viagens internacionais. Avaliar risco/benefício em maiores de 60 anos.
O uso em imunodeprimidos deve ser avaliado pelo médico.
Vacinar pelo menos 10 dias antes da viagem.
Meningocócica conjugada ACWY Dose única. A indicação da vacina, bem como a necessidade de reforços, depende da situação epidemiológica. Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela meningocócica C conjugada.
Herpes zóster Dose Única Recomendada mesmo para aqueles que já desenvolveram a doença.
Uso em imunodeprimidos deve ser avaliado pelo médico.

Ocupacional

Este calendário considera as vacinas particularmente recomendadas para prevenir doenças infecciosas relacionadas ao risco ocupacional para o trabalhador e/ou sua clientela.

VACINAS Esquemas Comentários
Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) Considerado protegido o adulto que tenha recebido duas doses acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. Contraindicada para gestantes e imunodeprimidos.
Hepatite A, B ou A+B Hepatite A: duas doses, no esquema 0-6 meses.
Hepatite B: três doses, esquema 0-1-6 meses.
Hepatite A e B: três doses esquema 0-1-6 meses.
Sempre preferir a vacinação combinada à isolada contra as hepatites A e B. Esquemas especiais contra a Hepatite B:
a) imunodeprimidos e renais crônicos: dose dobrada (2ml) em quatro aplicações (0-1-2-7)
b) imunocompetentes com alto risco de exposição: dose normal em quatro aplicações (0-1-2-7).
HPV Três doses: 0-1 a 2-6 meses.
Quadrivalente: de 9 a 45 anos para meninas e mulheres e de 9 a 26 anos para meninos e homens;
Bivalente: a partir de 9 anos para meninas e mulheres.
Indivíduos mesmo que previamente infectados podem se beneficiar com a vacinação.
Homens e mulheres fora da faixa etária também podem se vacinar, ficando a critério médico nesses casos.
Contraindicada em gestantes.
dTpa - Tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche) Esquema de vacinação completo: reforço a cada dez anos
Esquema de vacinação incompleto: uma dose de dTpa a qualquer momento e completar o esquema com uma ou duas doses de dT totalizando três doses contendo o componente tetânico (0-2-6).
O uso da vacina dTpa é espacialmente indicada para adultos que convivem com lactentes menores de 1 ano, por serem os principais transmissores da coqueluche para esse grupo.
A dTpa + IPV pode substituir a dTpa, inclusive é recomendada para indivíduos que pretendem viajar para países nos quais a pólio é endêmica.
Pólio inativada Dose única para pessoas nunca vacinadas associada à dTpa. ...
Varicela (catapora) Para suscetíveis: duas doses com intervalo de dois meses. Contraindicada para imunodeprimidos e gestantes.
Influenza (gripe) Dose única anual. De acordo com a sazonalidade da circulação do vírus.
Meningocócica conjugada ACWY Uma dose. A indicação da vacina, assim como a necessidade de reforços, dependerão da situação epidemiológica. Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela meningocócica C conjugada.
Meningocócica B Duas doses com intervalo de dois meses. Ainda não foi estabelecida a necessidade de dose(s) de reforço.
Febre amarela Uma dose para residentes ou viajantes para áreas endêmicas. Pode também ser recomendada para atender exigências sanitárias de determinadas viagens internacionais. Contraindicado para gestantes, mulheres em amamentação (bebês menores de 6 meses) e imunodeprimidos.
Vacinar pelo menos 10 dias antes da viagem.
Raiva Para pré-exposição: três doses, no esquema 0-7-21 a 28 dias. ...
Febre Tifoide Dose única. Recomendada outra dose após 3 anos caso o risco de infecção permanecer ou retornar. ...